APRESENTAÇÃO

null

Enquanto tutor, tive o privilégio de criar uma relação única e especial com os meus cães. Mas nem tudo foi fácil: o que fazer se o cão só quer fazer xixi em casa, e se recusa a realizar as suas necessidades na rua? O que estou a fazer de errado, se o cão só rói as pernas das mesas e das cadeiras? Porque é que quando eu chamo o meu cão, ele não vem, e ainda foge de mim se me aproximo? O que posso fazer para ele não ladrar aos outros cães, ou andar junto a mim, quando vai à trela?

Foram questões que foram surgindo, ao longo do tempo e crescimento dos meus cães, e senti-me mais seguro e confiante quando tive apoio e orientação de profissionais de educação canina. E sabem porquê? Porque quem estava errado era eu.

Aprendi que podia ter feito muito mais quando o meu cão era cachorro, para evitar comportamentos futuros; percebi o que é um cão, e como respeitá-lo e às suas necessidades; descobri como é importante brincar e trabalhar todos os dias, e o reflexo destes cuidados nas aprendizagens e na minha relação com os meus cães.

Agora também eu complementei a minhas aprendizagens com cursos, seminários e workshops, em treino e comportamento canino. Tive a oportunidade de viver experiências únicas e muito enriquecidoras que me fizeram compreender melhor o que é ser Cão!

Tenho o privilégio de ser voluntário na ARC – Associação de Resgate Cinotécnico, uma associação que treina guias e cães para procurar pessoas desaparecidas, e na Associação Ânimas, que treina cães de ajuda social e promove programas de intervenções assistidas por animais. Onde o trabalho que desenvolvo me ajuda, a reforçar a importância da qualidade da relação que se tem com o nosso cão. Eles são uma mais valia no nosso dia-a-dia, e as conquistas quando se trabalha de forma positiva, divertida e consistente, mas com seriedade e honestidade, têm um grande valor.

Por isso, pretendo partilhar o meu legado, a fim de ajudar os tutores em todas as dúvidas que possam ter, no que respeita ao seu Cãopanheiro.